Garrafa de plástico reciclado financia coleta de lixo do oceano

Venda do produto ajudam a custear trabalho de comunidades pobres em países como Haiti, Indonésia e até Brasil

Quando alguém está perdido em uma ilha deserta, lança uma garrafa ao mar com um bilhete de SOS. Porém, o que fazer quando é o próprio oceano que pede socorro? Nesse caso, um recipiente também pode ajudar. Trata-se da garrafa de plástico reciclado proveniente das águas oceânicas.

Além de plástico reciclado livre de BPA – substância química prejudicial à saúde –, sua composição inclui aço inoxidável. E também uma alça para transporte e um chip inteligente. Oferece ainda isolamento térmico para manter a bebida quente ou fresca.

Mas o que essa garrafa de plástico reciclado tem a ver com o SOS dos mares, além do material que a constitui?
Muito simples. A garrafa é apenas a ponta de um projeto montado pelo fundador da empresa que a fabrica.
O engenheiro William Plahte Pearson, formado na London Business School, teve essa ideia ao ver com os próprios olhos a agonia do Oceano Índico afogado em lixo plástico. À época, ele trabalhava como marujo.

Crédito: Reprodução/The Ocean Bottle. A garrafa de plástico reciclado ajuda também comunidades pobres no Brasil que promovem a coleta do lixo plástico

Pearson, então, criou todo um ecossistema a partir da Ocean Bottle, a garrafa de plástico reciclado. Para tanto, associou-se a uma organização que combate o plástico nos oceanos, The Plastic Bank.

Ajuda a comunidades

Dessa forma, cada unidade vendida da garrafa contribui com o financiamento da coleta do equivalente a 1.000 garrafas plásticas descartáveis de costas e cursos de água ao redor do mundo.

Por sinal, a organização The Plastic Bank ajuda comunidades pobres em países como Haiti, Indonésia, Filipinas e até Brasil.

O chip inteligente da garrafa de plástico reciclado permite conectar seu usuário a restaurantes e estabelecimentos que contribuem com doações para a causa.

Assim, ao frequentar esses lugares, o dono da garrafa também auxilia a financiar a coleta de lixo plástico dos oceanos.

Seria o equivalente a, digamos, resgatar uma garrafa com um pedido de socorro do mar. No caso, porém, tanto o problema como a solução estão relacionados ao próprio recipiente.

A garrafa de plástico reciclado, ainda em fase de captação de recursos para produção, é vendida a US$ 41 (R$ 153) cada uma. Sua entrega está prevista para julho deste ano.

→ Os temas publicados neste blog são de curadoria do presidente e CEO da GranBio, Bernardo Gradin.

Você também pode querer ler